Graduação

Bacharelado Interdisciplinar em Ciências do Trabalho

Ciências do Trabalho é um novo campo de conhecimento, que começa a ser constituído com o Bacharelado Interdisciplinar em Ciências do Trabalho. Não há diretrizes curriculares para o curso. A graduação é, portanto, uma inovação, instituída para ensino e pesquisa como parte de um projeto que reflete valores e necessidades da classe trabalhadora. A finalidade estratégica é reposicionar o tema do trabalho na sociedade e na academia, a partir da visão do trabalhador, levando a questão a ser reconhecida como relevante por toda a sociedade.


O curso se propõe a analisar temas estruturais da realidade socioeconômica do país; as transformações na organização e gestão do trabalho e da produção; a qualidade do trabalho e de vida. Propõe-se também a difundir resultados de investigações e análises sobre o tema.


A graduação em Ciências do Trabalho propõe estudos, pesquisas e reflexões realizadas por estudantes e docentes na perspectiva dos que vivem do trabalho. O ponto de partida será um conjunto organizado de conhecimentos relativos ao tema, estudos e teorias que valorizam a experiência dos sujeitos trabalhadores e a construção de um método próprio de análise. O conhecimento será produzido a partir das indagações dos estudantes pesquisadores, em consonância com o conhecimento metodológico e científico já existente e validado. A estrutura curricular é interdisciplinar e a Economia Política, a História Social e a Sociologia Política são as áreas do conhecimento científico que fornecerão os fundamentos teóricos, conceituais e metodológicos.
Entre outras razões, o Bacharelado em Ciências do Trabalho justifica-se por:

  • Incentivar a produção de conhecimento científico em trabalho e capacitar para a análise e a reflexão crítica da realidade para uma atuação transformadora.
  • Promover competências para demandas de trabalho na área sindical, parlamentar, social, cultural em pesquisa, educação, em assessoria e gestão.
  • Capacitar para a atuação em espaços formais e não formais, com domínio da natureza do conhecimento sociopolítico, histórico e econômico nas questões do trabalho e das práticas necessárias para a produção e divulgação desse conhecimento.

A formação em Ciências do Trabalho

 

A proposta do Bacharelado Interdisciplinar em Ciências do Trabalho é formar profissionais que possam se apropriar do conhecimento produzido socialmente; produzam conhecimento sobre trabalho e utilizem os instrumentos necessários para uma ação criativa e transformadora da realidade em que vivem e em que trabalham. Ao final do curso, o bacharel em Ciências do Trabalho deve estar pronto para:

  • Dominar a natureza dos processos educativos que permitem identificar as possibilidades de um projeto formativo de interesse dos trabalhadores.
  • Desenvolver projetos de pesquisa a partir do trabalho e difundir os resultados no âmbito acadêmico, sindical, em instituições de ensino, espaços culturais, em entidades governamentais e não-governamentais.

Campo de atuação

 

O bacharel em Ciências do Trabalho estará capacitado para atuar em diferentes espaços profissionais. Como a questão do trabalho é essencial para a vida humana e um campo de interesses em eterna disputa e conflitos, a área de atuação do bacharel em Ciências do Trabalho é bastante ampla. Entre as diversas possibilidades de atuação estão as áreas sindical, parlamentar, social, cultural, de pesquisa, educação, assessoria e gestão.

 

Situação Legal

  • Duração: 3 anos
  • Turno: Noturno
  • Vagas: 40 vagas
  • Valor da mensalidade para 2016: R$ 758,00
  • Campus: Rua Aurora, 957, Santa Ifigênia, São Paulo
  • Credenciado pelo MEC: Parecer CNE/CES 387/2011, pelo prazo de três anos (DOU 21 de outubro de 2011)